A Costa Vicentina sitiada por campistas selvagens

Nov 29, 2018

Autocaravans wo man hinschaut Eles lotam as praias e os penhascos, dormem em florestas, vans, carros ou barracas, "semeiam" lixo e fazem as coisas necessárias por trás dos arbustos. O problema da caravana de campismo e vida selvagem na Costa Vicentina está a tornar-se cada vez mais comum. A maioria dos infratores são estrangeiros e, portanto, as multas impostas não são pagas. Para os municípios e a população local, há apenas uma solução: as multas são devidas imediatamente, caso contrário, perdem os documentos do veículo. Multas por acampamentos selvagens e ilegais não são pagas por estrangeiros, já que a notificação de multa é enviada por correio registrado.

Por muito tempo um problema

Por quase 20 anos, o problema foi denunciado pelas autoridades locais e pelo público. Até agora, no entanto, nada conseguiu travar o fenómeno - ou flagelo - de caravanismo e acampamento selvagem no Parque Natural da Costa Vicentina, que foi construído nas comunidades de Aljezur e Vila do Bispo. Pelo contrário, "a situação está ficando cada vez mais séria", advertem centenas de veículos espanhóis, franceses, alemães, holandeses, ingleses e também alguns portugueses que "acampam" em áreas sensíveis.

O poder de decisão e competência são necessários

Wilder Camper am Strand O último capítulo deste romance sem fim apareceu na semana passada. A Assembleia Municipal de Vila do Bispo aprovou uma moção por unanimidade solicitando ao governo que emendasse a lei nesta matéria. A idéia é cobrar multas por acampar e caravanismo selvagem no momento da infração.
"A caravana selvagem conquista a vila de Vila do Bispo e toda a Costa Vicentina na tempestade, sitiando estacionamento nas praias, estacionando perto das falésias, dormindo em campistas, carros ou tendas, lixões, etc.", diz o comunicado. pelo Presidente do Conselho Municipal de Sagres, Luís Miguel Paixão ...